O que resta para o Flamengo no BR-17? Os colunistas respondem:

O Flamengo inicia o segundo turno do Campeonato Brasileiro na 5ª colocação, com 29 pontos, a 18 do Corinthians, líder do torneio. Para muitos, não há mais perspectivas do hepta, devido a esta grande distância. Diante deste cenário, o site Coluna do Flamengo, conversou com seus colunistas, para saber a opinião de alguns deles para o restante da competição.

Anderson Alves

Como disse nesta semana em coluna, o Brasileiro acabou para o Flamengo. Temos ainda duas competições, com sérias chances de ser campeões, ignorando a Primeira Liga, e temos que priorizá-las.
O returno do Flamengo deve priorizar o passo a passo. Primeiro os 45 pontos, depois os 65 e então o máximo possível. Se o Corinthians patinar estaremos lá, mas não deverá ser a nossa primeira opção. Inclusive é bom poupar jogadores antes das partidas chave, a começar do jogo contra o Galo.

Fábio Monken

A gente não consegue mais ganhar o campeonato, mas temos que ficar, pelo menos, em quarto lugar. G-6 seria muita incompetência. Meu medo é a adaptação do Reinado Rueda. Ele vai ter que pegar o elenco, trabalhar, fazer uma pré-temporada forçada, conhecer todos os jogadores e os adversários nossos no segundo turno do Brasileirão. O facilitador, no entanto, é a comissão técnica permanente do Flamengo, que pode ajudá-lo neste início.

Minha expectativa é o G-4, pro Flamengo poder jogar a Libertadores do ano que vem e o Rueda conseguir ir conhecendo e ajustando este time para chegar forte na competição internacional e no Campeonato Brasileiro.

Leonardo Santos

Menos empates e mais vitórias. Apesar de achar que o Brasileirão está perdido, temos como salvar o ano conquistando a Copa Sul-Americana e/ou a Copa do Brasil. A minha explicativa é que quem tiver no comando do Flamengo saiba escalar melhor a equipe e ter uma variação tática melhor, não só ficando os pontas abertos e dando “chuveirinho” na área.

Rodrigo Coli

Não tem como não esperar um segundo turno melhor que o primeiro. Senão, não teríamos pedido a demissão do Zé Ricardo. Claro que temos que esperar o tempo de adaptação do Reinado Reuda. Mas, um dos principais fatores da chegada dele é a mudança de postura. Isso, com o elenco que temos, já faz uma grande diferença.

Não tem como duvidar do poder de reação do Flamengo. Porém, eu espero que o segundo turno seja bem melhor, servindo de base para a Copa do Brasil e Sul-Americana. Espero do segundo turno uma base forte, um time forte, pensando mais nas outras competições. No Brasileirão, vamos de rodada a rodada, se der certo, deu. A diferença para o Corinthians é muito grande.

Veja mais:

Os altos e baixos do Flamengo no 1º turno do BR-17

De olho no rival: Luan e Fred são dúvidas para jogo contra o Fla

Flamengo “corre” para recuperar Guerrero até semis contra Bota

Reinaldo Rueda é o novo técnico do Flamengo

O post O que resta para o Flamengo no BR-17? Os colunistas respondem: apareceu primeiro em Coluna do Flamengo - Notícias, colunas, contratações, jogos e mais.



from Coluna do Flamengo – Notícias, colunas, contratações, jogos e mais http://ift.tt/2uAt6Ki

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Rueda já definiu os titulares para clássico contra o Botafogo

Ex-goleiro da Seleção revela desejo de jogar no Flamengo

Juca Kfouri sobre a declaração de Jair Ventura: ‘Que coisa medíocre’

PC Vasconcellos: “O exagero com os técnicos”

Valencia terá prioridade em possível negociação de Lucas Paquetá

Vinícius Júnior explica dancinha e fala sobre amadurecimento

Mauro aponta ‘corporativismo previsível’ de treinadores após declaração de Jair Ventura

Reação do Fla com Rueda e mudança de comportamento. Veja o que bombou no Coluna hoje

Fla tem histórico de trocar de técnico e conquistar um título nacional no mesmo ano